Afinal, o que são Fanzines?

“Do it Yourself” é um termo de origem inglesa que no Brasil ficou conhecido como “faça você mesmo”.

9a1998d85ea4e351ba00ddf33bd34249

Clica aqui :D

Fanzine é isso: uma publicação impressa independente. Quem produz pode expressar suas ideias e pensamentos sem restrições, podendo ser políticas, sociais, literárias, histórias em quadrinho, poesias, e não está vinculada (geralmente) a regras ou normas cultas, muito menos a grandes editoras ou gráficas, podendo ser feito por qualquer pessoa, com produção e distribuição de baixo custo.

3129615

O Fanzine nasceu nos Estados Unidos nos anos 30, quando os poetas usavam o material para divulgar suas poesias. No entanto, há vertentes que afirmam que o fanzine no formato como conhecemos hoje surgiu no final da década 70 junto com o movimento punk na Inglaterra.

51a17c7e6d4677fb5bdc2046d1ed21e8

O primeiro exemplar de um Fanzine que se tem notícia pode ter sido escrito ao som de Sex Pistols. Essa publicação chamava-se Sniffin’ Glue,  editada em 1976 na cena do punk rock britânico. Nos anos 70 e 80 o Fanzine era instrumento do movimento contracultura e dos punks como forma de divulgar suas ideias sem nenhuma censura.

imagem-02-jornal-camila-fanzine-a

Os Fanzines viraram a imprensa alternativa, a solução para uma minoria se manifestar e espalhar por aí uma ideia, um conceito, um estilo de vida que estava longe da mídia mainstream.

qrROA-kHjPTAeSxzEegawdy_0Tbz_ep6KpzF9yWDANA

No Brasil, o primeiro Fanzine de que se tem registro é o Ficção, criado por Edson Rontani, em Piracicaba (SP), em 1965. Nesta época usava-se o termo “boletim” para designar as publicações amadoras, e o termo Fanzine só começou a ser usado a partir de meados da década de 70.

il_340x270.448733076_f233

Sem depender de gráficas ou editoras, essas publicações independentes ganharam espaço e se mantém até hoje como uma forma de mostrar trabalhos, textos, reportagens, quadrinhos. Muitos desenhistas e roteiristas iniciantes utilizam os fanzines para mostrar o que fazem, seja entre amigos e outros fanzineiros ou em grandes eventos, onde centenas dessas revistas são trocadas, vendidas e admiradas.

selecionada-para-uma-revista-literaria-da-ufjf-227273-1

Já pensou em fazer o seu próprio Fanzine?

Sno03

Antes de começar a produção é preciso se perguntar: “do que meu Fanzine vai falar?” Vai ser uma HQ? Vão ser apenas textos sem imagens? Vai ser um informativo? Um Fanzine pode abordar vários temas a mesmo tempo, mas de uma forma geral ele precisa ter um foco, uma idéia central. Por exemplo: pode ser uma publicação com resenhas dos filmes que mais marcaram a sua vida.

ZINE_1_860

Depois, é preciso escolher o formato do seu “zine”. Se você optar por fazer um zine “formatinho”, pode fazê-lo apenas dobrando uma folha sulfite. Para um zine maior, agrupe mais folhas, ou arranje uma folha bem grande.

montagem

Vamos fazer um Fanzine?

“Bicho,
quero fazer um fanzine maneiro
com uns desenhos legais,
distribuir pelos quintais,
por aí, sem parar,
até o sulfite da escola acabar.

Vou por
Fotos e versos de vários artistas:
Árcades à concretistas.

Me dê sua mão.
Tó um exemplar!
Não pague nada, é de coração.

Zine,
preto no branco xerocopiado,
com nosso nome grafado
revolução conceitual
que rasgaram sem ler
Tudo é tão triste…

Se foi,
O sonho utópico, o grão libertário…
Para gaiola do canário.”

Rafael Castro

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s